Quem somos | Envie dicas | Contato

kindle

Eu me dei de Dia dos Pais um Kindle Paperwhite. Hoje tem um mês e dez dias que estou com ele, quatro livros lidos, muitos estudos nele, resolvi postar um pouco sobre minha experiência com o bichinho.

Não vou me perder em detalhes técnicos, você acha pela net, é o Kindle Paperwhite  de 2ª geração com 2GB (quando eu comprei a Amazon lançou o de 4GB, mas isso nem faz diferença).

 

Por que raios eu comprei o Kindle Paperwhite?

  1. Meus filhos “roubaram” meu tablet;
  2. Só usava o tablet para estudar;
  3. Precisava retomar o hábito da leitura.

Há muitos anos eu diminui muito meu ritmo de leitura. Antes passava 3 horas por dia no ônibus e usava esse tempo pra ler, aí casei, mudei, comprei um carro e teve ano que eu não li 1 livro sequer, e isto estava me incomodando. Cheguei a comprar vários títulos pra ver se estimulava, e travava, lia muito devagar e tal… Comecei a retomar a leitura pelo Google Books, mas a bateria do celular não ajudava e muitas vezes lia no computador, mas nenhuma dessas telas ajuda muito por causa da multitarefa, com o Facebook a um clique (ou dois toques) de distância. Então um brinquedo novo aliado à mono-tarefa poderia ajudar.

A primeira impressão, para mim que já estava acostumado a ler coisas no tablet, é de que realmente é mais confortável para leitura, inclusive no escuro graças a sua luz bem suave (quando utilizada como recomendado: quanto mais luz ambiente, mais luz na tela, e quanto menos luz ambiente menos luz na tela) o que deixa uma aparência de papel branco (olha só o nome dele Paper White); o peso também é bem menor que o tablet e a tela é “quadrada” (não wide) o que faz parecer quase o mesmo tamanho (meu tablet era de 7″, me julguem).

E consegui meus intentos. Meus filhos não dão bola (só tem letras, nada de cores e tal) e a leitura de PDFs não é tão boa, mas não é horrível, é razoável, coloca-se em modo paisagem e vai. Se o texto tiver sido bem produzido você pode enviar pro seu email @kindle.com com o assunto “convert” (sem as aspas) que a Amazon converte o PDF e manda direto pro seu Kindle, e fica lindo (creio que funciona de forma similar ao PDF Reflow do Lev, o e-reader da Saraiva). Consegui voltar ao hábito da leitura, leio pelo menos meia hora por dia, já li 4 livros e estou no quinto (em 40 dias). Está OK, e não foi só graças ao Kindle, me afastei do Facebook também e isso ajudou muito – hoje uso só o Twitter como rede social pra falar abobrinhas, mas isso é assunto pra outra conversa.

 

Com o Kobo e o Lev no mercado por que eu escolhi o Kindle?

  1. O Lev não tinha entrado no mercado ainda então ele não estava na lista de possibilidades
  2. Após ler vários comparativos entre Kobo e Kindle, acabei decidindo pelo Kindle por achar ele melhor
  3. Eu já tinha 2 livros comprados na Amazon que não poderia ler no Kobo (maldito DRM, mas poderia lê-los no celular)
  4. Paguei 373 reais no brinquedinho com frete (se comprar nos EUA sai quase o mesmo preço, sem ofertas especiais 139USD + IOF = 148USD = 353 reais hoje) e ainda dividi em 10x… praticamente uma pechincha, e originalmente todos os similares custam o mesmo aqui no Brasil

 

E por que o Paperwhite e não o básico?

  1. Testei um básico e os botões me irritaram demais, pra qualquer ação no aparelho que não fosse passar páginas era um sacrifício (o Kindle básico só agora – e nos EUA – corrigiu esse “defeito”)
  2. A luz poderia vir a ser útil (e foi muito mais do que imaginava, antes eu jogava antes de dormir, agora eu leio)

 

E meu veredito?

Aprovado, gostei muito da compra, o aparelho é realmente tudo aquilo que falam por aí nos reviews: a bateria é quase infinita (a primeira carga levou 26 dias – estou na segunda, só ativo wifi quando quero sincronizar livros, aí eu desligo); não é um aparelho que vai ficar defasado porque saiu a versão com 4GB ou o Kindle Voyage (que tem umas frescuras a mais); a conexão 3G realmente não faz falta, visto que a tarefa dele é mostrar textos, e isso ele faz com louvor, a virada de página é bem rápida, então conexão só o wifi para sincronizar ou efetuar compras é suficiente.

Estranhei MUITO a tela ficar ligada pra sempre, é coisa da tecnologia da tela, ela só gasta energia pra mudar a página, aí quando entra em modo de descanso ela ativa uma proteção de tela que fica ali “pra sempre” até o aparelho ser reativado e mostrar a lista de livros ou a página em que você parou. Ainda estranho olhar pra ele e ver uma imagem e não uma tela preta, mas estou me acostumando.

Algumas coisas não estão no manual e só descobri depois: Print screen tocando em dois cantos opostos da tela, alternar progresso de leitura tocando no canto inferior esquerdo (tempo restante no capitulo, tempo restante no livro, página – quando disponível – ou posição – padrão para livros eletrônicos já que o conceito de páginas se perdem no formato), gesto de pinça pra alterar tamanho da fonte e toque no canto superior direito para adicionar marcador de página.

 

Dicas para escolher seu e-reader:

Não olhe especificações, todos tem 6″ (acho que tem um Kobo maior, mas é muito caro), processador, memória, cartão de memória, nada disso importa muito no final das contas. 2GB dá pra mais de 1000 livros (imagina 4GB nos Kindles atuais), então pule para características de software, suporte a formatos de e-books, acervo das livrarias, suporte do fabricante ao aparelho, essas coisas sim são importantes (todos funcionam “como pendrive”, espete no computador e jogue os livros lá dentro, se você comprá-los por outras fontes como o Humble Bundle eBooks que muitas vezes tem epubs – formato mais comum e incompatível com Kindle), se a escolha for o Kindle existe o Calibre que faz a conversão de qualquer formato de ebook (até pdf) para o Kindle.

 

Veja mais em:

https://tecnoblog.net/148575/kindle-paperwhite-2-review/
http://www.vidasempapel.com.br/melhor-e-reader-para-voce/
http://www.vidasempapel.com.br/comparativo-e-readers-kindle-kobo-e-lev/
https://www.youtube.com/results?search_query=kobo+vs+kindle&page=&utm_source=opensearch

facebook-profile-picture

Biólogo, Geek e Pai de duas criaturinhas lindas. Viciado em tecnologia. Professor por amor a profissão. Estudante de Ciência da Computação (Porque nunca é tarde pra começar uma nova carreira.)
Veja outros artigos por
Reclame Aqui: Como se saem Apple, HP, LG, Motorola, Nokia, Philips, Samsung e Sony
The Walking Dead (o jogo – Adventure) Segunda Temporada