Capa | Quem somos | Envie dicas | Contato
 
Destaques
 
Quinta edição. Agradou veteranos e novatoss igualmeente.

Gen Con 2014, um retiro nerd com gostinho de quero mais

Friendzone over 9000

Friendzone. De onde vem, o que come, como se reproduz. Hoje, no Glob…

Em 5 de março acaba uma das principais rádios customizadas de São Paulo, a MIT FM (92,5). Criada há quatro anos através da parceria entre Grupo Bandeirantes, agência Africa e Mitsubishi Motors, a rádio dará seu adeus com a saída do principal patrocinador.

Mas por que isso é importante? Explico.

A História

Era uma vez um grande grupo de pessoas que gostava de rádio e de rock em São Paulo (capital).

Elas costumavam ouvir a 97.7FM, até que se tornou rádio de “putz-putz” (vulgo Dance, House e afins) e os fãs, tristes e abandonados, migraram para a “89FM – A Rádio Rock”. Ali permaneceram bastante tempo, até a maldição do pop (e do putz-putz!) chegar tornando a rádio ruim, muito ruim.

Mais uma vez sem um lar, muitos correram para a novata KissFM, rádio de classic rock, que estreou muito bem, mas cuja pegada “pesada” acaba sobrecarregando nosso já pesado dia a dia.

Foi então que, montada numa Pajero branca, veio a MIT FM e os fãs do rock bom, de qualidade (e menos pesado), finalmente encontraram uma morada. Aí chegou o lobo mau a crise mundial e matou a MIT FM e todos viveram tristes para sempre…

O fato é que a MIT FM não ganhou nossos corações só por uma set-list boa. Ela ganhou porque tem uma programação de muita qualidade, com ótimas entrevistas e o “Pajero Sport Specials” que traz versões alternativas – muitas delas surpreendentes – de músicas conhecidas.

Sua base é a aventura, os esportes e as coisas que gostamos. Coisa que… bom, donos de Mitsubishi normalmente gostam ou querem acreditar que gostam. E funcionou bastante bem, ou não teria sido a única “rádio customizada” a aparecer entre os veículos mais admirados do jornal Meio e Mensagem e tampouco alcançaria os 11 mil fãs em sua página no Facebook.

 

Rádios Customizadas

A Mitsubishi Motors não foi a única a entrar nessa. Várias outras rádios customizadas surgiram nos últimos anos, como a Sul-América trânsito (que faz muito sucesso em São Paulo, com dicas para o trânsito caótico) e a, hoje apenas online, Oi FM.

É difícil mensurar se a MIT FM gerou vendas de veículos e isso é uma das razões pela qual a fabricante pode ter desistido do projeto. O custo para manter a rádio e os baixos índices de audiência tem seu peso, mas esta não é uma FM comum que depende de publicidade, ela tem uma marca atrelada e é seu reflexo nela que conta.

Fixação de marca, geração de estilo, conceito e comunidade própria, como muito bem fazem Harley Davidson e Ferrari, por exemplo, são muito producentes pra qualquer produto de alta ligação pessoal, categoria na qual os carros provavelmente são o maior expoente.

Será que a rádio não fez donos de Mitsubishi se sentirem membros de uma comunidade própria (e cool), desistindo sequer de cogitar outra marca quando fossem atualizar sua garagem? Quantos não-donos-de-Mitsubishi deram à marca ao menos o privilégio da dúvida, com uma visita à concessionária e um test drive?

 

As Rádios Vão Morrer

Assim como o jornal, a TV, o e-mail… Sentenças de morte à meios e ferramentas de comunicação são dadas por futurólogos todos os dias, mas poucas se cumprem.

As rádios tem sua morte decretada desde o inicio da TV e voltaram a ser consideradas na UTI quando os primeiros aplicativos de downloads de música e streaming apareceram em meados de 1997. Apesar de não terem recebido alta, estão no quarto com ar condicionado ligado e direito à acompanhante.

Até hoje não inventaram algo tão dinâmico, democrático, barato, de longo alcance e que gaste tão pouca bateria como o rádio (e num eventual apocalipse zumbi será o provável único meio do que sobrar da humanidade para se comunicar). As “rádios” online podem funcionar em casa ou num país ideal, não no Brasil onde a cobertura e a velocidade da rede de dados móvel é uma grande piada. Enfim, sou fã de rádio e assumo.

Resta agora torcer para que outras boas rádios sobrevivam.
A todos os radialistas que participaram da MIT FM gostaria de dizer: “Missão Cumprida caras! Vocês vão fazer falta”

Desmontei um rádio a pilha com 4 anos. Dei curto-circuito na casa toda com 5. Leio 4Rodas desde os 7. Aluguei 12 filmes na 1ª visita à locadora. Quebrei o gamepad do Atari de tanto jogar. Chorei no fim de Lost. TI na veia profissional. Tricolor Paulista de coração.
Veja outros artigos por

1 comment so far

Add Your Comment
  1. Sonhos… Tão importantes quanto às ações e direções que tomamos na vida! Mas, infelizmente esses sonhos foram furtados! Sinto-me enganada e traída! Eu queria deixar registrado que muitos de meus sonhos, até hoje, tinham trilha sonora, sabia? Eu passava horas no meu carro, escutando as melhores músicas da minha vida e sonhando. Eu podia ser quem eu quisesse! Ser super-heroína, uma cantora famosa, uma celebridade, uma filósofa, uma esportista… Ah como era bom esse tempinho que eu tinha a sós comigo mesmo e de vez em quando, essa minha solidão era invadida por vozes incríveis! Eles falavam comigo… Nós rimos muito juntos! Choramos, contamos piadas, falamos sério, discutimos a relação. Foi muito bom tudo o que passamos juntos nestes cinco anos, mas eles foram calados. Que tristeza foi perder a voz! Mas continuando, tinha muitos momentos em que eu achava que era mesmo 4X4! Uma super pick-up! Eu podia tudo! Não havia limites, embalada pelas mensagens de superação e super dicas que eu tinha todos os dias. Eu queria ser 4X4! Queria saltar de pára-quedas! Queria fazer um rali! Queria escalar o Everest! Queria nadar todos os estilos e mergulhar! Queria praticar salto em altura! Queria correr uma maratona! Queria conhecer o sertão! Queria malhar todos os dias! Meu sonho era ter um Mitsubishi! Queria estar no meu Mitsubishi para ser mais invencível do que eu já era! Aí sim eu estaria completa e teria meu espírito 4X4! Faria parte da nação 4X4! Inserida no meio que eu escolhi para mim! Acorda Fabyana! Para lembrar era só mais um sonho que duas grandes empresas que eu admirava e muito fizeram desmoronar como castelos de areia, dançar no vento como poeira, passar entre os dedos feito água que não se pega, ser 4X4 hoje, é derrota! É desistir! Que feio o que estão fazendo! Comprar um Mitsubishi? Acho que não… Sentiria medo de acabarem com meus outros sonhos! E agora Mitsubishi Motors Company e Grupo Bandeirates? Como fica?

Fanta Maracujá e Fanta Morango
fanta
goliathus
Razer Goliathus Gaming Mouse Mat Pad Control – baita nome, baita mousepad