Capa | Quem somos | Envie dicas | Contato
 
Destaques
 
Netflix_Web_Logo

Netflix, te amamos, mas por que você não tem esses recursos?

SAMSUNG CSC

Os lançamentos da linha 2015 da LG

a

Vendedores atenção: tentativa de golpe pelo Mercado Livre via Paypal

art

O Android roda em plataforma Java e desde o início utiliza o Dalvik para interpretar os aplicativos a cada execução. Ou seja, quando o programa é aberto o sistema corre para transformar o código em algo verdadeiramente executável, o que é chamado “Compilador Just In Time”.

Para melhorar o desempenho o Google desenvolveu o ART (Android Run Time), um interpretador do tipo “Ahead of Time”, que basicamente faz o trabalho do Dalvik uma única vez, ao instalar o aplicativo. Isso significa menos processamento/mais velocidade na abertura de programas, boot mais rápido do celular e menor consumo de bateria. Do lado ruim apenas mais espaço ocupado por cada app e uma demora a mais na hora de instalá-los.

(continue lendo...)

Todos os Sabores

Todo fã de Harry Potter guarda uma pontinha de desejo de experimentar aquelas maluquices que existem nos livros/filmes – eu fiquei fã desde que li o primeiro e minha esposa também. Graças ao sucesso da franquia J.K.Rowling ficou rhyca até um parque na Disney Universal Studios foi aberto em homenagem ao bruxo, além de começarem a produzir as iguarias para os trouxas comerem.

(continue lendo...)

recall

Você não leu errado, vou falar de um filme super velho! Mas não é só pra dizer que “O Vingador do Futuro” é bom, porque eu gosto tanto que vi ele de novo hoje em Blu-Ray (é, tenho o disco em minha coleção). Estou escrevendo para falar um pouco da tecnologia, como eles imaginavam que será daqui 34 anos (o filme se passa em 2048) com a mentalidade de quem está saindo da década de 80 em meio a todos aqueles penteados bregas, permanentes e mullets. Ok, nem tem mullets, só permanetes, mas tem a moda santropeito, e tem a Sharon Stone!!!

(continue lendo...)

gnsd

Seu smartphone Android tem botões virtuais e você vive acionando o Google Now involuntariamente a partir do gesto de puxar o botão home para cima, principalmente durante jogos, correto? Você não está sozinho meu amigo, e a solução é bastante simples, veja (literalmente!)

(continue lendo...)

kpop
O K-Pop é tipo o J-Pop, ou seja, um estilo musical/de vida no Japão. Com a diferença de ser, obviamente, coreana.

E aqui no Brasil, além de ter milhares de fãs, também virou nome de lanchonete – K-Pop Chicken – Chicken & Sauce.

(continue lendo...)

limoneto

Parece picolé de limão derretido. Tire aí as suas conclusões sobre a qualidade.

(continue lendo...)

flappy

Não me pergunte de onde surgiu, simplesmente estava todo mundo falando de Flappy Bird de uma hora pra outra. O joguinho extremamente simples tem cenário de Mario Bros, passarinho (mal feito) de Angry Birds e uma complexidade de comandos que se resume a: tocar na tela, e se tornou febre principalmente por sua dificuldade – como pode algo tão simples ser tão impossível?

Mas calma, não é assim. Exige um pouco de treino, paciência e reflexo, mas você consegue. Cheguei aos 107 pontos hoje, parece um bom número pelo que tenho visto (os recordes públicos exibidos no jogo, com tantos números que nem sei pronunciar são cheat, ignore), então tentei dar algumas dicas no vídeo.

Ah sim, baixe o jogo na Play Store ou App Store (grátis)

(continue lendo...)

gravity

O Nexus 4 pode ser um excelente aparelho, mas seu botão de liga/desliga/trava/destrava não é dos mais bem construídos, sendo meio difícil de apertar e com o tempo passa a falhar. Mas meus problemas se-acabaram-se com o aplicativo Gravity Screen. Ele não melhora o botão, mas não preciso mais usá-lo!

(continue lendo...)

O-Hobbit-Desolacao-de-Smaug-Critica-04

Assistidos sem aquela atenção crítica, talvez acabe não sendo tão detalhista, mas vale a pena comentar os dois filmes vistos recentemente no cinema: O Hobbit: A Desolação de Smaug e Frankenstein: Entre Anjos e Demônios. Spoiler da opinião: ok e meh.

(continue lendo...)

helix

Assim como o João, sou viciado em séries e sempre que aparece um SciFi no meio fico LOUCO pra assistir… foi assim com Intelligence (fraca, pra não dar adjetivos impróprios para menores – vale a pena ler a opinião do João a respeito, concordo com ele), Fringe (muito bom), Lost (meio ótimo, meio bomba, meio mista, meio calabresa, no fim foi na média mas pareceu uma montanha russa variando do ótimo ao péssimo), entre outras tantas que já perdi a conta.

Helix (canal SyFy – 2014) foi uma bela surpresa, não sabia que ia ter, não sabia do plot, só o João chegou no chat e falou VOCÊ PRECISA VER ISSO! E bem, vi e fiquei LOUCO… a série promete, diria que é a mais promissora de 2014 até o momento.

(continue lendo...)
Página:12345...1020...Última »