Quem somos | Envie dicas | Contato

OSX Mavericks

O “OSX Mavericks” é o recém lançado sistema operacional da Apple e já esta disponível para atualizar seu iMac ou MacBook Pro à partir de 2007, seu MacBook Air, MacBook ou Mac Pro à partir de 2008 ou seu Mac Mini à partir de 2009 gratuitamente.

Assim como o Paulo Higa, eu também troquei o Windows por um Mac recentemente, só que ao contrário do Paulo meu primeiro MacBook (copyrights, meu primeiro gradiente) já tem alguns anos de vida.

O Macbook usado neste review é de 2010, o que escovando bits significa: processador Core2Duo 2Ghz, RAM de 4GB DDR 3 @ 1333Mhz, HD comum de 160GB  e placa de vídeo GeForce 9400M 256MB.

Seu desempenho é compatível para um hardware da época, mas com algumas oscilações em meu “medidor de desempenho pessoal” que variam entre “caramba, é rápido” e “vamos, sua carroça!!

A maioria dos blogs e sites de tecnologia fizeram seu reviews em lindos e reluzentes Macs novinhos, mas aqui no 2Centavos temos o Mavericks instalado em um MacBook mais antigo. Observar como este veterano se comporta é a tônica deste review.

Vem comigo!

OSX Mavericks – Principais Destaques

O Mavericks tem diversos recursos bacanas! Ele também é importante visualmente porque começa a abandonar o esqueumorfismo e se junta ao iOS no que parece ser a nova filosofia do John Ive abraçando o visual flat. O aplicativo de calendário/agenda é a maior prova desta diferença: Até o Mountain Lion era uma imitação de agenda de couro do mundo real e no Mavericks é algo que você espera ao utilizar uma agenda no computador.

Além disso o Mavericks chega com o iBooks (mas eu prefiro ler no Kindle) e o famoso software de Mapas da Apple (OK nos EUA, Meh no Brasil).

Por dentro do capô algumas mudanças bem importantes: melhorias no desempenho da bateria, otimização de memória e processador – este último com o nome de “Timer Coalescing” – além de outro pequenos ajustes.

E falando em ajustes – que fazem a diferença –  o Mac OSX finalmente se comporta como deveria ao ser plugado em um segundo monitor. (tipo o Windows)

Para finalizar, um novo navegador Safari!

OSX  Mavericks – No Uso 

Desempenho: Ponto destacado pela Apple e muito importante para um MacBook antigo, a otimização de memória e processamento pode ser notada facilmente logo nos primeiros minutos de uso. O desempenho de programas mais pesados melhorou o uso do sistema operacional também. Alternar janelas, acessar menus e configurações de um programa tiveram uma melhora significativa. A percepção é parecida com sair do Windows Vista e ir para o Windows 7 em um mesmo computador. Ok. Estou tentando evitar o clichê mas não sou forte o suficiente: Soltaram o freio de mão do meu Mac! 

Em tempos de obsolescência programada ver um MacBook de 2010 ficar mais rápido em uma atualização é uma excelente surpresa.

Ligando e Desligando: Todos tem um certo prazer em contar a velocidade disso. Eu não sei o que é desligar/ligar um computador  faz muito tempo pois prefiro o simplesmente fechar a tampa e “suspender” o notebook, algo que gasta um pouco de bateria mas salva minha área de trabalho e é muito mais rápido ao ligar. Mas para satisfazer o prazer alheio:

Tempo para Ligar: Continua lento…bem lento.
Desligar: Quase lento.
Hibernação: Lento.
Retornar do estado de hibernação: Vá tomar um café, dá tempo.
Suspender (fechar a tampa):  Rápido
Retornar do estado suspenso (abrir a tampa): Extremamente rápido, demora o tempo de abrir a tampa. =)

Bateria: Quando se trata de uma bateria cansada, que acumula mais de 600 ciclos de carga não dá pra esperar muita coisa. Mas houve uma melhora significativa e o MacBook movido a Mavericks consegue ficar 35 minutos longe da tomada – contra 25 minutos no antigo Mountain Lion. Em estado suspenso notei uma sensível diferença e a velha bateria consegue “segurar” por até 2 dias. Caso a bateria fique próxima de acabar com o MacBook “suspenso” o sistema se encarrega de hibernar sozinho.

Estabilidade: O mínimo que se espera de um sistema operacional moderno. Muito boa.

Safari: Testei pouco mas é bem rápido. O Rafael Fischmann do MacMagazine fez um ótimo post sobre seus principais recursos e qualidades, mas o Chrome e sua sincronização multi-plataforma ainda tem vantagens sobre o Safari (considerando a minha utilização)

Compatibilidade: A instalação o Mavericks verifica se existem programas incompatíveis. Neste caso nenhum problema foi encontrado.

Problemas: Até o momento nenhum problema de hardware ou compatibilidade. Meu Mac continua sendo uma usina de calor, mas é um problema comum aos Mac’s com placa de video GeForce do mesmo ano.

E o Utilitário de Rede desapareceu, sumiu, não foi encontrado. Ok, na verdade por algum motivo obscuro ou um estagiário sem dormir ele foi parar em outro local que o Spotlight não encontra:

/System/Library/CoreServices/Applications

(apenas arraste para o Dock caso precise dele. É inútil para um usuário comum mas extremamente útil para quem administra rede graças a interface visual de diversas ferramentas como TraceRt, Ping, NetStat, etc.)

Conclusão:

Não estamos falando de um hardware novo, mas a sensação de melhora é notável. Em muitas atualizações os donos de equipamentos com mais de 2 anos de uso sempre ficam em dúvidas se compensa atualizar. Mas neste caso instale o quanto antes! Vale a pena. O download é de aproximadamente 5GB e a instalação demora uns 40 minutos. Aproveite para arranjar uma namorada enquanto isso!

 

facebook-profile-picture

Desmontei um rádio a pilha com 4 anos. Dei curto-circuito na casa toda com 5. Leio 4Rodas desde os 7. Aluguei 12 filmes na 1ª visita à locadora. Quebrei o gamepad do Atari de tanto jogar. Chorei no fim de Lost. TI na veia profissional. Tricolor Paulista de coração.
Veja outros artigos por