Quem somos | Envie dicas | Contato

Para continuar nossa série de entrevistas exclusivas com os personagens do filme Os Vingadores (The Avengers), é hora de alguém vindo realmente de longe.

Thor, de Asgard, aceitou nosso convite e veio para a Terra especialmente para conversar conosco. Falar com um semideus parecia um pouco tenso, mas Jorge deu conta do recado:

 

[2Centavos] Bom dia. Antes de mais nada, como devo chamá-lo(a)?
[Thor] Bom dia mortal. Eu sou Thor, filho de Odin, deus do trovão, herdeiro do trono de Asgard.

[2C] Então Thor, parece que você salvou o dia não é? (risos)
[Thor] Antes de mais nada, gostaria de me desculpar pelo comportamento assaz inapropriado de meu irmão adotivo. Ele enfrentará a justiça Asgardiana e sofrerá as duras consequências de seus crimes. E sim, a luz da justiça triunfou perante a sombra da mentira.

[2C] Certo, mas vamos voltar um pouco. Conte sobre sua história para nossos leitores.
[Thor] Minha história é contada há séculos. Para alguns de vocês tenho origem mágica. Já outros chamam o que faço de tecnologia. Venho de um lugar onde ambos são a mesma coisa. Procure nesse artefato que chamam de computador mais sobre mim e saberá o que perguntas.

[2C] Errr, tudo bem, e como você se juntou aos Vingadores?
[Thor] Sou o defensor de Midgard, o local que vocês chamam de Terra. Ondas não passam de água. Vento nada além de ar. O raio, eletricidade. Mas combinados tornam a tempestade algo para temer. Por isso vos digo, os Vingadores são a combinação que o mundo precisa para deter as mais nefastas ameaças.

[2C] E aquela história de que você só está na terra por causa de uma garota?
[Thor] (Socando a mesa que se estilhaça) Meus inimigos querem fazer crer que o Deus do trovão, filho de Odin, não passa de um sentimentalóide! Jane Foster é uma boa amiga por quem tenho um grande afeto, mas minhas obrigações são deveras mais importantes no momento. Sua falta de fé é quase palpável. A sua capacidade de compreender o papel dos reinos que existem está limitada por sua mortalidade. Caso contrário meu caminho estaria claro para você.

[2C] Melhor falarmos dos Vingadores. Com qual você tem mais empatia?
[Thor] O Capitão América é um guerreiro assim como eu. Sua presença sempre é notada no campo de batalha. Tivesse ele nascido em Asgard e seu valor seria conhecido em todos os reinos!

[2C] O que é mais difícil em ser um Vingador?
[Thor] A aurora é sempre um anuncio de que eu e meus amigos tivemos sucesso. Significa que beijamos a morte, rimos de sua cara com uma caneca de cerveja e fizemos a coisa certa. E nada disso se compara à arrogância de Stark e ao bafo de Hulk. Por Odin! Ele fica maior e por consequência mais fedido! Nem Heindall cheira tão mal e ele não sai de seu posto nem para um banho!

 

Pela profundidade das respostas, achamos que as clássicas perguntas rápidas ao final da entrevista seriam inadequadas.

Aproveitando a viagem, Thor nos trouxe um dispositivo de comunicação de tecnologia asgardiana para que pudéssemos falar com Loki, que está preso em seu planeta natal. Thiagones teve a difícil missão de entrevistar o sujeito, e você lê essa conversa em breve, aqui no 2Centavos!

 


Cansado de repetir, deixarei que o próprio Capitão Óbvio escreva esta nota de rodapé, vai lá amigo: “NÃO SÃO ENTREVISTAS REAIS!”. Ah, Capitão Óbvio, sempre dizendo coisas inesperadas em caixa alta.

facebook-profile-picture

Nascido no mesmo ano do primeiro Star Wars, jogador de D&D desde 1989, acha que Gurps e Magic são a decadência da juventude. Publicitário, sabe que foi enganado pelo teste vocacional. E odeia escrever algo neste "Sobre mim".
Veja outros artigos por