Quem somos | Envie dicas | Contato

coxinha

Este post é Ctrl+C, Ctrl+V descarado do Dicionário Coxês-Português no Facebook – e eles tem um Tumblr também. Não conhecia a página, mas vendo essa postagem, e sabendo que no livro-cara as coisas somem rápido demais, achei que seria justo eternizar o texto.

Todos tem momentos coxinha e momentos eu-odeio-coxinhas, em graus e situações diferentes. Por aqui não trombo muitos desses então não sou dos que reclamam de sua existência diariamente, mas meeeeeu, lê isso:

 

Miami

Para nós, mais do que fazer compras na GAP e na Forever 21, curtir um sunshine na seashore, dançar salsa e beber uma Corona com limão, ir pras baladas topíssimas que a cidade tem a oferecer, o propósito principal de ir a Maiãmi é um só: postar uma foto sua e colocar a legenda I’M IN MIAMI, BITCH.

 

Cancún

Arriiiiiiiiiba, mein! Este é o destino ideal pra quem não dispensa muita curtição-azaração-transpiração-sensualização-alcoolização-no-verão. Claro, toda época é época de ir pra Cancún, mas se puder escolher, vá durante o evento mais coxinha já visto na face da Terra: SPRIIIIIIIIINGBREEEEAAAAAK! Vários topless (~~SHOW ME YOUR TITS~~), vários bodyshots, várias larva dentro das garrafas de bebida, vários nado com golfinho, várias balada com espuma!

 

Punta Cana

Ah, Punta Cana. Esse paraíso da América Central une duas paixões dos coxinhas: hoteis com sistema all inclusive (várias bebida, vários drink tropical na faixa, várias foto dos drink no Insta) e sites de compras coletivas. Sim, a maioria dos pacotes para o destino são comprados loucamente por coxinhas nesses sites, junto a rodízios de ~japa~, de fondue, drenagens linfáticas e limpezas de pele. Coxinhas amam tanto sites de compras coletivas que alguns deles até criam um. Visite Punta Cana e curta 100% desse verão pagando apenas 53%.

 

São Miguel dos Milagres

#IBelieveInMiracles. Essa foi a reshitégue que bombou no Insta e definiu o ano novo de quem visitou este pequeno vilarejo praiano do estado de Alagoas. Com pouca infraestrutura e cheio de belezas naturais, o local se tornou um reduto de coxinhas e coxipsters que curtem um contato com a natureza, mêo, uma vibe mais good vibrations, tá ligado? Ser você é desses que não se importa em ficar numa cabana pagando preço de hotel cinco estrelas, Saint Michael Of The Miracles é o seu lugar. Pegue sua água de coco (ou uísque, tanto faz) e aproveite a rede. Rede wi-fi, né, mêo, pra postar as fotinha #nofilter no Insta!

 

Costa do Sauípe

Um destino de veraneio para os coxinhas mais tradicionais, que não querem arriscar numa novidade qualquer só porque virou modinha. E mêo, carnas que é carnas tem que ser na Bahia, né, mêo? Ainda mais ficando num resort topíssimo, pra você nem sentir que tá no terceiro mundo. Vá pular na corda do caranguejo, vá aplaudir o Olodum no pelourinho, vá comprar um berimbau pra dar de presente, vá pegar pulseirinhas do Senhor do Bonfim, vá tapá.

 

Trancoso

Ah, não podia faltar Trancosêêêra, né, mein? Tá ali, de buenas, no sul da Bahia, várias capoeira, vários centro histórico e claro, mêo, MUUUUUUITA FESTINHA TOP. Tire o pé do chão, jogue a mãozinha pra cima e venha curtir essa suinguêra. E ainda fica do lado de Porto Seguro, né? Aquele clima pré-universitário gostoso (várias noviiiiinha!), baladinhas tocando remix de axé-funk-tecno-eletro-brega e professor de dança na beira da piscina do hotel. Simplesmente top.

 

Búzios

A Saint-Tropez brasileira. Esse é o destino ideal pra você, coxinha, que não dispensa uma boa praia, uma boa marquinha de regata, um bom wakeboard, umas boas picadas de mosquito. Ah, e claro, um reduto para os navegantes de plantão: vários barco a vela, várias lancha, vários jet. De quebra, você ainda pode tirar uma foto com a estátua da Brigitte Bardot (quem, mêo?) e curtir um naturismo numa das praias de lá, pra poder contar pros bróder que você teve que até “entrar no mar, mein, kkkkkkkk, várias gostosa pelada”.

 

Baleneário Camboriú

Esta versão catarinense do Guarujá conta com maravilhas que fazem brilhar os olhos de qualquer coxinha: minas do sul (as mais gatas, mein), baladas top caríssimas com champa de foguinho (tem até filial da Woods!), prática de modalidades de surf que ainda nem foram inventadas, galera fumando nargas na Atlântica de buenas no fim de tarde, entre outras maravilhas. Coloque sua melhor polo com o seu melhor cavalinho e venha curtir um eletrônico na Green Valey. Pode vir de camaro amarelo ou, se preferir, de barco – o valet ficará feliz em estacioná-lo na marina.

 

Punta Del Este

Punta é a joia da América do Sul. Punta é poder, é riqueza, é money, sucess, fame, glamour. Esse belíssimo balneário no Uruguay se divide em três grupos principais de frequentadores: aposentados ricos, coxinhas e aposentados-ricos-coxinhas. Por conta de sua aura de Las Vegas latina, atrai milhares de jovens coxas no verão, que se divertem em festinhas nos iates com os parças, derretem seus cartões platinum nos cassinos e, principalmente, se esbaldam nas baladas PESADÍSSIMAS que rolam ali. Durante o dia, beberique um clericot em Bikini Beach e depois parta para o Conrad. Quem sabe você não aparece dançando ô-ô-ô no clipe do Amaury.

facebook-profile-picture

Administrador, desenvolvedor, gamer, tecnófilo, viajante, otimista nato, calmo por natureza. Criador do eco4planet, já escreveu para o Gizmodo e Papo de Homem e já participou do podcast do Manual do Usuário.
Veja outros artigos por
Windows 8 abrindo direto na Área de Trabalho e com Menu Iniciar: AWYEEAAA!
[Review] Amazon Kindle brasileiro: Quanto, onde, como e por que