Capa | Quem somos | Envie dicas | Contato
 
Destaques
 
O-Hobbit-Desolacao-de-Smaug-Critica-04

(Cinema) O Hobbit: A Desolação de Smaug e Frankenstein: Entre Anjos e Demônios

300

300 – A Ascensão do Império

3

Base de carregamento sem fio para celulares. Funciona?

ultrabook

Samsung Ultrabook Serie 5: um ano de uso e a tela resolveu desmontar

Categoria: Cotidiano

badoo_okcupid

Encontrar a pessoa certa é mais do que uma vontade, é um desafio pelo qual quase todos passam em algum momento da vida. Existem diversas formas de fazer isso e a mais conhecida chama-se: paquerar na balada.

Provavelmente você já tentou, teve sucessos e fracassos, talvez tenha até lido sobre isso antes, existem tutoriais, dicas, sugestões dos amigos, há toda uma ciência por trás da pegação-regada-a-álcool-nas-madrugadas.

Mas há os poréns: talvez o tipo de pessoa que você procura não esteja nas baladas (ao menos não nas que você costuma ir), talvez você seja ruim de xaveco, talvez você simplesmente não tenha confiança suficiente pra chegar nas garotas, ou esteja sem sorte.

 

Acontece com todo mundo

Talvez seus amigos não sejam do tipo que incentiva ou dá dicas de como fazer e na falta de um empurrão, simplesmente você pode não aprender a milenar técnica do “Oi, você vem sempre aqui?”. Se isso se somar a uma auto-estima não muito alta, pronto, você vai ficar sozinho pra sempre.

Há também a falta de sorte, seja lá o que “sorte” significar – as vezes a maré pode estar ruim e uma ajuda sempre é bem vinda. A correria dos nossos dias e um computador ou celular sempre por perto estão fazendo os paradigmas da conquista mudar. E a Internet, amigos, é linda.

(continue lendo...)

123

Inicio aqui um manifesto. Por sorte ou merecimento, tive oportunidade de conhecer mulheres incríveis ao longo da vida. Porém cada vez mais, vejo diversas mulheres FODAS em todos os sentidos mas que parecem não notar ou se esconder disso. E o que é pior, até sofrerem de baixa autoestima(!)

Acredito que muito passa pelo que foi escancarado pela capa da última revista TPM: as cobranças eternas de estarem sempre belas, em forma, deusas do sexo, excelentes profissionais, mães etc, etc, etc. Acredito que nós homens, até por termos sido criados nesta mesma cultura, temos também muita culpa no cartório.

(continue lendo...)

1

Isso ainda vai virar uma série de sucesso. Depois da paçoquinha Santa Helena, é a vez de ser trollado pelos Band-Aids da Johnson e Johnson. Ok, caixinha fechada, você abre e…

(continue lendo...)

coxinha

Este post é Ctrl+C, Ctrl+V descarado do Dicionário Coxês-Português no Facebook – e eles tem um Tumblr também. Não conhecia a página, mas vendo essa postagem, e sabendo que no livro-cara as coisas somem rápido demais, achei que seria justo eternizar o texto.

Todos tem momentos coxinha e momentos eu-odeio-coxinhas, em graus e situações diferentes. Por aqui não trombo muitos desses então não sou dos que reclamam de sua existência diariamente, mas meeeeeu, lê isso:

(continue lendo...)

1

Quando falei da exposição de LEGO® comentei que o Museu Henry Ford em Detroit/EUA tem muito mais do que carros e chegou a hora de provar (caso arranha-céus de bloquinhos coloridos não tenham convencido você).

Eis o grande post de fotos comentadas incluindo: carros (ok, tem carros), aviões, cômodos antigos mobiliados, telefones, peças (absurdamente) únicas da história estadunidense, trens, uma casa redonda de alumínio, painel gigante do McDonald’s, muitas armas e coleções diferentes.

Ufa, bora lá (como sempre as fotos são “clicáveis para ampliar”), e não esqueça de ver a matéria do Salão de Detroit e sobre carros híbridos e elétricos no eco4planet:

(continue lendo...)

poker

Mega Sena, Lotomania e tantas outras loterias recebem milhões de reais dos brasileiros e redistribuem* para alguns ganhadores valores altíssimos. Quem nunca fez uma fézinha e ficou gastando mentalmente o prêmio antes de ter ganho, pensando em como ele mudaria sua vida?

Recentemente a Mega da Virada sorteou o valor recorde de 240 milhões de reais para três pessoas. A arrecadação foi de 640 milhões – são mais de 3 jogos para cada brasileiro vivo (de bebês a velhinhos acamados) – e isso é muito jogo, muita expectativa, e é muito mais do que uma esperança, é uma forma de fazer a população não enlouquecer.

(continue lendo...)

Quem nunca recebeu por e-mail uma série de propagandas antigas, da época dos nossos pais ou avós? Acontece que se você, assim como eu, é da década de 80 (ou até 90), já está chegando na idade em que olhar para trás pode trazer saudade, susto e felicidade pela evolução que tivemos nesses anos.

Lembrei que em algumas revistas que tenho guardadas, datadas de 1997 a 1999, existem anúncios de celulares, televisores e outras coisas que na época eram novidades e hoje são ridiculamente ultrapassados. Resolvi fazer esse levantamento e achei coisas ainda mais interessantes do que imaginava!

(continue lendo...)

Lojas virtuais de camisetas só perdem para sites de Compra Coletiva em quantidade, diz pesquisa do DataJuan. Então saber quais tem maior qualidade e estampas bacanas é uma boa ideia, por isso, eis o que proponho aqui: darei meus 2Centavos sobre as três lojas com as quais tenho experiência e espero as dicas de vocês nos comentários.

(continue lendo...)

No 2Centavos analisamos todo tipo de produto e lugar com o qual tivermos contato e desta vez o relato veio de fora, de uma amiga que chamou minha atenção ao usar as redes sociais para divulgar os problemas que vem enfrentado com sua “Lava e Seca” da Brastemp.

Além de não secar como deveria, a máquina deve ter assistido Transformers e está tentando se tornar um jato supersônico. Pelo menos eu gosto de pensar que seja isso.

Mais do que espalhar o caso para chamar a atenção da fabricante, o relato serve de alerta para os consumidores sobre a marca e o produto em questão. Com a palavra, Adriana:

(continue lendo...)

Arrumando o armário no último final de semana me deparei com uma sacola plástica surrada e enrolada no cantinho. Já nem lembrava o que era, e o que encontrei foram os simpáticos objetos que você vê nas fotos acima e abaixo.

Para quem não se lembra (já se vão 14 anos) são os Geloucos da Coca-Cola, cards e bolas de gude de jogadores da Copa. Como nunca fui de fazer coleções, acho que fora essa só tenho um porta-Tazzos cheio em algum lugar.

O curioso foi que isso me lembrou os infindáveis posts do tipo “se você lembra disso, você é incrível!” no 9gag. Alguns retrucam dizendo que lembrar de brinquedos, jogos ou programas de TV dos anos 80 ou 90 não te fazem mais interessante do que as outras pessoas. Será?

(continue lendo...)
Página:12