Quem somos | Envie dicas | Contato
Categoria: Programas

Há alguns anos meu primeiro celular de toque (resistivo, mas de toque), um Nokia 5800, já tinha aplicativo (em Java!) para controlar o computador por bluetooth, movendo mouse, enviando digitação e diversos comandos. Um dos maiores usos foi em apresentações de PowerPoint na faculdade – usar o celular para avançar/voltar slides era bem prático.

Claro que o Android também teria algo assim então resolvi procurar. Achei muita porcaria, mas o que eu queria estava lá (e, para quem interessar, o programa também está disponível para Windows Phone).

(continue lendo...)

Situação até comum é ter Internet no celular e querer compartilhá-la com outros dispositivos (um tablet ou computador). Para isso, cria-se uma rede wireless a partir do celular, na qual o outro dispositivo se conecta (procedimento conhecido como tethering). Também é possível compartilhar a Internet do celular ligando ao outro dispositivo por USB, só é menos prático.

Mas e se você quiser fazer o contrário, gerar uma rede wireless no computador para usar no celular?

É útil para controlar o computador a partir do celular (calma, isso é assunto do post de amanhã), ou por exemplo, se estiver em um local com Internet apenas por cabo, então você conecta o fio ao computador e nele gera um wireless para usar no celular. Tudo muito bom, exceto se você usa Windows e Android.

(continue lendo...)

O Instagram, que no próximo dia 06 completará três anos de vida é muito mais do que um aplicativo para fotos nos celulares (e que vida! foi vendido ao Facebook em fevereiro por 1 bilhão de verdinhas!). Seu crescimento certamente é fruto dos famosos filtros-hipster, e da rede social própria que cria entre você e seus amigos (seguidores/seguidos).

E os filtros costumam ser mal vistos por muitos, especialmente por amantes da fotografia ou por quem está de fora da brincadeira (o que até não muito tempo significava toda a raça Android, e isso é gente pra caramba). Mas discordo. Filtros, seja do Instagram ou de outros vários apps que foram aparecendo com o tempo, não são frescuras.

Vem comigo.

(continue lendo...)

Este não é um post que pretende falar e fazer review do Gmail (precisa? hehe) ou do Sparrow – cliente de e-mail para iOS . A intenção é trazer uma dica simples e útil para o uso conjunto dessas duas ferramentas.

(continue lendo...)

Aplicativo para acesso ao Twitter no celular é como seu time de futebol. Você adora ele, mas sempre vê aonde precisa melhorar. Você olha no clube dos outros e pensa: “esse jogador se encaixaria perfeitamente no meu time”. Nos aplicativos acontece o mesmo: o ideal seria um mix de recursos de aplicativo A, B e C para ficar perfeito.

E acho que temos um candidato a aplicativo perfeito (depois do eterno Gravity, para Symbian). [e para Android veja nosso comparativo aqui]

(continue lendo...)

Os principais usos de um smartphone são: Twitter, Facebook, E-mails e Instant Messengers – segundo o nada confiável DataJuan.

Para Twitter, o programa oficial ou o TweetDeck (se você, assim como eu, cuida de vários arrobas) resolvem. Para o Facebook existe também app oficial, mas a versão mobile do site costuma ser mais rápida. Para e-mail, o cliente do próprio Android é ótimo.

Mas e entre os Instant Messengers? Provavelmente você não usa apenas uma das várias plataformas – Skype, MSN, Gtalk, Facebook, etc. – então precisará de um aplicativo multicontas. As melhores opções são eBuddy, IM+ e imo e após incansáveis testes, vejamos quem se saiu melhor.

(continue lendo...)

Fruto dessa tendência (já meio velha e explorada) de apps sociais, o Cinemagram, como o próprio nome entrega, é um aplicativo que mescla foto e vídeo em um resultado diferente.

(continue lendo...)

Privacidade Online. Assunto que você já ouviu várias vezes. O amigo internauta sofre com esse assunto. Os nomes comuns? SOPA/PIPA, Google, Facebook, etc. Mas e se o inimigo estiver mais perto do que você pensa. E se ele estiver dormindo com você no seu bolso, em forma de app de celular?

Vou dar meus 2Centavos investigativos sobre o assunto! E eu quero ibagens Comadante Habilton!

(continue lendo...)
Página:1234