Quem somos | Envie dicas | Contato
Categoria: Artes

Um chip super incrível que junta tudo de mais avançado que as agências norte-americanas têm de melhor. Um dos melhores agentes de ações especiais do mesmo país (Gabriel Vaughn, vivido pelo fraco, porém malhado, Josh Holloway). O chip está no cérebro desse agente e, com isso, ele consegue acessar redes, computadores e ainda simular ambientes registrados por câmeras. Essa é a premissa básica de Intelligence (CBS, 2014) que chegou ao seu segundo episódio nessa semana e, bem, mostra que a inteligência começa e acaba no título da série.

(continue lendo...)

sorte-2-bra

Li no final do ano passado que as metas para “Até que a Sorte nos Separe 2” eram bastante ambiciosas: estrear no maior número de salas possível, investir pesado no marketing e divulgação, e fazer um PR intenso pra aproveitar a mídia espontânea junto a outros programas de TV e mídias sociais.

Bem, só faltou caprichar na qualidade.

(continue lendo...)

Jack Bauer

Você se lembra qual seriado que te fez viciar em histórias contadas por episódios semanais divididos por temporadas? Esse foi o primeiro tema debatido no Pod-Séries que, como diz o nome, é um podcast sobre séries! No primeiro episódio, eu, a Sarah e o Juarez (não, não é o da câmera barata) conversamos sobre os seriados que assistimos, mas não só isso.

(continue lendo...)

Círculo de Fogo

Hoje é segunda-feira e desde o último sábado eu estou com um problema gigante: como escrever um texto capaz de traduzir a sensação de assistir Círculo de Fogo? Eu ainda não sei bem, mas espero que consiga traduzir o arrepio animalesco de felicidade gerada por um misto de saudosismo, estarrecimento e diversão.

(continue lendo...)

Red 2

Eu demorei muito pra ver RED – Aposentandos e Perigosos (o original, de 2010) e acabei gostando quando o fiz. Com RED 2 – Aposentados e Ainda Mais Perigosos, a continuação que estreia amanhã nos cinemas nacionais (2Centavos na pré-estreia, engole essa!), foi diferente: já vi e é melhor que o original, já que a sequencia não segue a regra do realismo chato atual e exagera bastante, deixando a espionagem internacional ainda mais divertida do que no original. 

(continue lendo...)

minha-mae-e-uma-pec3a7a-crop-crop

Filme brasileiro já ganha um pé atrás por padrão, mas temos nos especializado em comédia, um formato que funciona bem com textos escrachados e que ficam mais fáceis em português do que dependendo de dublagem ou legenda.

Sim, funciona. Minha Mãe é uma Peça é risada garantida do começo ao fim, muito graças ao jeito embabasluquecido de Paulo Gustavo que liga uma metralhadora de palavras assustadora emendando coisa com coisa deixando difícil saber se é tudo texto ou metade é puro caco.

Fale-me mais sobre isso.

(continue lendo...)

The-Wolverine-wallpaper

Depois de um épico painel na Comic Con San Diego de 2013, o mutante favorito da galera me fez querer sair de casa num lindo sábado para ir até a telona e conferir como foi contada sua história no Japão. O resultado poderia ser melhor, mas a soma geral foi boa (com direito a cena final de arrepiar).

Vamos ignorar aquele X-Men Origens: Wolverine, ok? Pronto. Aqui seguimos apenas a linha temporal estabelecida em X-Men, X2 e X-Men 3: O Confronto Final (que, bem, não é o final). O terceiro acaba com Logan super chateado por ter mandado a Jean para uma melhor. Pronto. Agora vamos para Wolverine: Imortal.

(continue lendo...)

Superman-Homem-de-Aco-600x340

Entre as grandes estreias do ano, Man of Steel tenta reavivar um dos heróis mais clássicos e abandonados da atualidade. Ele se esforça, tem um elenco de peso, orçamento de centenas de milhões, e seus traileres mostravam um longa épico e cheios de efeitos especiais. Os efeitos estão lá, mas e o épico?

(continue lendo...)
Página:12345...Última »